• Georgina Morelli Matos

A Disney e o Lixo




Walt Disney dizia: “Lixo provoca lixo”. Ele afirmava que um lugar sujo só incentivaria as pessoas a continuar deixando-o cada vez mais sujo.

Por outro lado, se um lugar fosse bem limpo, as pessoas seriam mais cuidadosas com ele.

Imagine o quanto de lixo por dia que um parque da Disney produz... Só o Magic Kingdom produz 36,3 mil toneladas POR DIA!

E para evitar o lixo pelas ruas do parque, fora instalado lixeiras por toda a extensão do mesmo a cada 9 metros. Evitando que uma pessoa deva andar muito para achar uma lixeira, preferindo jogar o lixo por aí.

Não é mágica. É a cultura adotada pela empresa sendo transferida aos clientes, educando-os para a mudança de comportamento.


Já sabia dessas práticas da Disney? O que mais me deixou surpresa sobre a forma como eles lidam com o lixo é que o parque possui um sistema subterrâneo com tecnologia importada da Suíça que, com sistema a vácuo, leva o lixo automaticamente para uma central onde uma frota de mais de 35 veículos chegam a fazer 191 viagens por dia para retirar o lixo do parque.


Talvez você não veja relação direta com o meio ambiente e esteja pensando "mas é óbvio que eles tem que pensar como tirar todo o lixo do parque e não aparentar sujo para os visitantes". O ponto é justamente esse. A cultura da limpeza é tão forte no parque e incentivada, que de fato há uma mudança de comportamento por quase totalidade dos visitantes.


Isso quer dizer que, se o governo adota melhores práticas que dão o exemplo à população e que empresas também levantem a bandeira com cuidados com nossos recursos e o meio ambiente, a possibilidade disso se refletir na população como um todo é grande.


O meio ambiente é uma responsabilidade de todos nós. Lidere a mudança pelo exemplo!

© 2018 NOVE TRES

  • Grey Instagram Ícone
  • Grey Facebook Ícone
  • Ícone cinza LinkedIn